09/02/2014

Quem esta batendo?

 
 
Uma enfermeira de um consultório pediátrico, antes de ouvir o peito dos pequenos, coloca o estetoscópio em suas orelhas e os deixa escutar o próprio coração.

Os olhinhos sempre brilham admirados. Mas ela nunca recebeu uma resposta igual a de David, um garoto de quatro anos.

Ela suavemente enfiou o estetoscópio em suas orelhas e colocou o disco sobre o seu coração.
- Escute. Ela disse, - O que você acha que é?

Ele franziu as sobrancelhas junto com um ar de intrigado e olhou para cima como que perdido no mistério do estranho toc-toc-toc vindo do fundo de seu peito.

Então, em seu rosto surgiu um maravilhoso sorriso,

- É Jesus batendo, não é?


Mensagem bem simples não é? mas tenho certeza que da
próxima vez que você ouvir esse toc-toc- ira lembrar dessa
mensagem e então saberá que é Jesus que esta batendo...


“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo.” Apocalipse 3.20

Você também quer estar com Jesus Cristo? Chegou a hora de começar uma vida com Deus. Talvez você sinta uma fraqueza total, ou seja, uma incapacidade para amar o seu próximo. Você se sente consumido pela ira contra seus adversários? Isso acontece porque Jesus Cristo ainda não tem lugar no seu coração. Se Ele começou a bater à sua porta, é extenuante e custa muito resistir a Ele. Se agora você O receber em seu coração, no mesmo instante, juntamente com Ele, Deus lhe dará tudo aquilo que você tanto necessita. Está escrito que “o amor de Deus é derramado em nossos corações pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.” Então ira e rebeldia se afastam do seu coração. A natureza de Deus invade seu ser porque Ele entra no seu coração por meio de Jesus Cristo. Só assim você terá condições de amar seus maiores inimigos e abençoá-los em oração. De repente, você anda no amor de Deus e começa a se dar conta de como são bons os pensamentos e planos que Ele tem para com a sua vida. Seu andar se torna um andar no caminho das alturas!
Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)